Kulima

Kulima (Mozambico)

Kulima é uma ONG moçambicana fundada em 1984.  O nome “Kulima” na língua Bantu significa “lavrar” e está muito ligado com a história da associação, cujo trabalho foca-se principalmente nas áreas rurais do país. Em 1990 foi reconhecida como ONG pelo Ministério da Cooperação, enquanto em 1995 recebeu a autorização do Ministério da Justiça para trabalhar em todo o território do Moçambique. Progressivamente durante vários anos, a associação alargou seu âmbito de ação, tanto geograficamente (hoje, além da sede central de Maputo, foram ativadas seis sedes provinciais, e também iniciaram atividades em 46 distritos e em todas as 10 províncias do Moçambique),  quanto nos âmbitos de intervenção. Especificamente, as atividades estão focadas em cinco áreas principais:

  1. desenvolvimento rural (desenvolvimento da produção agrícola, desenvolvimento das técnicas de cultivo e de irrigação, comercialização de produtos locais, apoio de pequenas empresas agrícolas e artesanais, microcrédito, desenvolvimento de infra-estruturas, criação e apoio as associações de produtores, formação)
  2. saúde (campanhas para a prevenção do AIDS/HIV, sensibilização para a higiene pessoal e ambiental, formação de enfermeiras nas zonas rurais para auxiliar durante o pré e pós-parto)
  3. ensino (alfabetização da população adulta, construção de infra-estruturas escolares, apoio escolar para crianças e jovens indigentes)
  4. emergências (distribuição de alimento e assistência aos produtores prejudicados pelas secas e as carestias)
  5. apoio aos grupos vulneráveis (órfãos, crianças marginadas, mulheres, jovens desempregados)

Le attività di Kulima hanno come punto di riferimento costante le comunità di base, nella convinzione che senza il loro coinvolgimento non sia possibile uno sviluppo sostenibile. Per questo il dialogo e la cooperazione con gli attori locali sono ritenuti fondamentali per individuare i bisogni e, di conseguenza, gli obiettivi degli interventi. L'associazione si avvale di uno staff composto da 70 operatori fissi e circa 350 tecnici assunti per seguire specifiche iniziative: nella maggior parte si tratta di cittadini mozambicani in possesso di una formazione universitaria o quantomeno superiore.

As atividades da Kulima têm como ponto de referencia constante as comunidades de base, convencidos de que sem o seu compromisso não seria possível um desenvolvimento sustentável.  Por isso, o dialogo e a cooperação com os atores locais são basilares para distinguir as necessidades sociais e econômicas, e em conseqüência, os objetivos das intervenções, a fim de criar um projeto integrado. A Kulima conta com o apoio de um time conformado por 70 funcionários fixos e quase 350 técnicos contratados para executar iniciativas específicas. A grande parte desses recursos humanos está conformada por cidadãos moçambicanos que tem uma formação universitária ou pelo menos superior.

A associação reconhece a importância da confrontação e da colaboração com outras realidades engajadas no âmbito da cooperação. Por isso está constantemente comprometida na busca de novas parcerias e em reforçar aquelas já existentes. Especialmente, a Kulima colabora ou recebe fundos de inúmeros parceiros e doadores, bem como dos governos estrangeiros, ONG internacionais (desde 1997 também o Cesvitem) , ministérios e instituições locais, e agencias internacionais. Hoje, a Cesvitem colabora com a Kulima para fazer a promoção do projeto de apoio a distancia Ntwanano. Mais informações enquanto nos anos passados foi realizado em parceria no link no canto superior direito.

Sede central

Av. Karl Marx 1452, Maputo (C.P. 4404)
tel: (+258) 21 430 665 / (+258) 21 321 622 :: fax: (+258) 21 321 510
web: www.kulima.org

Traduzido ao Português no âmbito da iniciativa de traduções gratuitas das páginas web para associações do Mondo Services. Tradutor: Sheyla Saade Marquis