Projeto Esperança

  • S
  • A
  • a

Projeto Esperança: atividades

Atividades

As atividades, coordenadas pela representação do Cesvitem em Moçambique, são geridas por uma equipe de assistentes sociais locais treinados nesse campo, cada um dos quais segue um núcleo de crianças e jovens, junto com suas famílias. Especificamente, o projeto visa:

  • Garantir a inscrição no registro: Esperança encarrega-se de fazer o cadastramento das crianças que ainda não estão inscritas, assumindo as despesas e realizando os procedimentos burocráticos. O certificado de nascimento é indispensável para ter acesso aos serviços sanitários e escolares. Embora não seja uma questão muito generalizada como nas áreas rurais, o fenômeno das crianças não cadastradas no registro também está presente em Maputo, especialmente nos bairros periféricos e nos núcleos familiares que vêm dos campos.
  • Garantir o acesso a educação: a fim de estimular o acesso ao ensino primário e a continuação no ensino secundário, o projeto encarrega-se das despesas escolares (taxas de inscrição, material didático, uniforme, livros de texto).  Além disso, os funcionários verificam com os professores o processo escolar dos meninos, impulsionando as famílias para apoiarem nos estudos. Finalmente, também se organizam programas de repetição para aqueles estudantes que chumbaram algum curso.
  • Garantir a assistência sanitária: o projeto Esperança cobre todas as despesas sanitárias dos beneficiários HIV-, incluindo os custos para hospitalizações, assessoramentos especializados e compra de fármacos. Periodicamente são distribuídos mosquiteiros no âmbito da luta contra a malaria. A assistência sanitária dos meninos HIV+ é confiada ao MSF da Bélgica.
  • Distribuir roupas e sapatos: uma vez por ano são distribuídos sapatos e roupas para os beneficiários, fazendo com que as famílias possam poupar e permitindo os meninos ir para a escola sem serem discriminados por causa da vestimenta.
  • Promover momentos para compartilhar: promoção de iniciativas esportivas e culturais (cursos de canto e de dança tradicionais) e duas festas por ano (1° janeiro, Festa internacional da Criança, e o Natal).
  • Apoiar as famílias mais carentes: nos casos de indigência severa da família o dos tutores da criança beneficiaria, oferece-se um apoio especifico nas formas acordadas com MSF Bélgica e com representantes das comunidades locais.

Traduzido ao Português no âmbito da iniciativa de traduções gratuitas das páginas web para associações do Mondo Services. Tradutor: Sheyla Saade Marquis